domingo, 4 de outubro de 2015

Minicurso - Identificação e Acolhimento das Primeiras Crises do Tipo Psicóticas

Minicurso: Identificação e Acolhimento das Primeiras Crises do Tipo Psicóticas

Ministrante: Prof. Dr. Ileno Izídio da Costa (UnB)

O presente minicurso problematizará o sofrimento psíquico grave (em particular, os transtornos psicóticos e correlatos) a partir do paradigma da intervenção precoce nas psicoses, das filosofias da linguagem e da fenomenologia considerando a experiência do autor e de seu grupo (Grupo de Intervenção Precoce nas Primeiras Crises do Tipo Psicótico-GIPSI) no manejo de crises psíquicas graves, comumente denominadas de “surtos psicóticos”. Partindo de uma desconstrução das concepções correntes, buscar-se-á se aproximar do sofrimento psíquico humano possível de ser apreendido pela consciência mesmo diante da impossibilidade de sua completa redução, posto que nunca podemos escapar completamente ao mundo da vida cotidiana, do qual sempre partimos e nos constituímos. Desta feita, a clínica e a psicopatologia clássicas, por serem narrativas muitas vezes conflitantes, não dão conta da complexidade e amplitude do fenômeno da crise psíquica grave (psicótica). Qual o psíquico que sofre? Como sabemos que sofre? O que é crise? É possível pensar o psíquico sem uma teoria explicativa a priori? O psiquismo pode ser tomado como categoria filosófica, posto que aparece como o coordenador da estrutura ser vivo-meio, isto é, da estrutura consciência -mundo? E como identificar suas (primeiras) manifestações (sinais, sintomas, sofrimentos) sem patologizar a experiência ou psicologizar a abordagem? Questões que nos levam ao sofrimento humano e psíquico em sua indissociabilidade homem-mundo. Por fim, apontará que uma clínica, que tem como base a fenomenologia, consiste em uma tentativa de pensar a psicologia como um espaço de tematização das questões trazidas pelo sofrente/existente, para quem as transformações existenciais apontam como possibilidades e não como necessidades. O que nos leva a uma Fenomenologia do Sofrimento Psíquico Grave. Para tanto, além de buscar identificar, abordar/acolher/intervir, precisamos pensar que éticas podem estar envolvidas nestes processos (ética da alteridade, da responsabilidade e do cuidado).

Dia 17 de Outubro (Sábado) - 9h-12h e 14h-17h. Curso o dia todo. 

Valores: 

Antecipado (via depósito/transferência bancária)
R$ 50,00 profissionais
R$ 30,00 estudantes de graduação 

No dia (caso haja vaga)
R$ 65,00 profissionais
R$ 45,00 estudantes de graduação

Inscrições: clique aqui

Pós-Doutorado (USP). Doutor em Psicologia Clínica pela UnB/University of Warwick. Mestre em Psicologia Social e da Personalidade pela UnB; Master of Arts in Philosophy and Ethics of Mental Health (University of Warwick/Reino Unido). Professor Adjunto do Departamento de Psicologia Clínica da UnB. Coordenador dos Grupos de Intervenção Precoce nas Psicoses (GIPSI), PERSONNA (Violência, Criminalidade, Perversão e "Psicopatia") e do Centro Regional de Referência para o Enfrentamento às Drogas da UnB/Campus Darcy Ribeiro/Senad/MJ. Coordenador do CAPS Docente-Assistencial de Brasília. Membro Titular do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (CNPCT) da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da Republica, representando o Conselho Federal de Psicologia (2014-2016).